Skip links

O que é o ENADE?

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) é um dos procedimentos de avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). O Enade é realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC), segundo diretrizes estabelecidas pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), órgão colegiado de coordenação e supervisão do Sinaes.

O Enade é componente curricular obrigatório aos cursos de graduação, conforme determina a Lei nº 10.861/2004. É aplicado periodicamente aos estudantes de todos os cursos de graduação, durante o primeiro (ingressantes) e último (concluintes) ano do curso. Será inscrita no histórico escolar do estudante somente a situação regular em relação a essa obrigação, atestada pela sua efetiva participação ou, quando for o caso, dispensa oficial pelo Ministério da Educação, na forma estabelecida em regulamento, tendo como objetivo o acompanhamento do processo de aprendizagem e do desempenho acadêmico dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares do respectivo curso de graduação.

Qual sua importância?

A importância do ENADE.

Ao avaliar a qualidade de cada curso de acordo com o desempenho de seus alunos, a nota do ENADE acaba servindo como critério de seleção para candidatos a uma vaga no mercado de trabalho. Um curso bem avaliado tende a destacar a qualidade da formação do candidato, trazendo prestígio para o estudante e para a universidade. Além disso, uma boa nota no ENADE pode ser um diferencial importante para o ingresso em cursos de especialização e pós-graduação (Mestrado e Doutorado).

Para o Aluno

De acordo com a Portaria 40/2007 do Ministério da Educação, são indicadores de desempenho das IES: Conceito Preliminar de Curso, Índice Geral de Cursos (IGC) e o conceito obtido a partir dos resultados do ENADE.

Para a Faculdade

Orientações para o dia da prova.

Dicas para o questionário

O questionário do Estudante tem um peso muito importante na sua nota. Ele também é critério para você saber o endereço da sua prova. O seu preenchimento, portanto, é obrigatório. Por isso:

Preencha cuidadosamente os elementos de informação (nome, idade etc.).

Leia com atenção o que é solicitado.

Selecione criteriosamente a alternativa que corresponde ao que você pensa.

Procure informar o que você sabe com justiça e compromisso com a verdade dos fatos.

Orientações para a prova

Cuide do tempo, o tipo e o nível de dificuldade das questões pode influenciar no seu desempenho.

Comece lendo atentamente as instruções gerais e as instruções específicas para cada questão.

Comece a prova pelas mais fáceis e não se detenha longamente nas difíceis.

Responda primeiro as questões objetivas específicas de seu curso.

Procure responder a todas as questões, mesmo fazendo uso de conhecimentos parciais e/ou eliminando alternativas.

Assinale, para revisão posterior, as questões respondidas com certo grau de incerteza.

Altere a resposta inicial apenas se uma nova leitura realmente indicar outra mais adequada.

Fique atento às questões de múltipla escolha

Leia a questão e tente formular uma resposta antes de consultar as alternativas.

Analise todas as alternativas, mesmo quando você já tem a resposta que considera correta.

Fique atento: certifique-se de que as marcações na folha de respostas conferem com os números das questões.

Analise atentamente ilustrações: figuras, tabelas, quadros, gráficos podem ser elementos importantes para a resposta da questão.

Pense bem sobre as questões discursivas

Leia, inicialmente, todas as questões.

Inicie pelas questões mais simples.

Anote as ideias principais e secundárias que vão ocorrendo durante a leitura.

Atente para as instruções dadas em cada enunciado. Ordens como “Analise”, “Exemplifique”, “Compare”, “Justifique”, “Descreva”, por exemplo, determinam diferentes tipos de raciocínio.

Leia atentamente os textos, ilustrações e o enunciado da questão.

Faça um esquema de resposta para cada questão.

Utilize terminologia técnica, sempre que necessário.

Seja consistente e sucinto em sua resposta: divagações comprometem a qualidade do conteúdo.

Releia suas respostas e acrescente detalhes, enriquecendo o conteúdo e corrigindo eventuais erros de linguagem.

Perguntas frequentes:

Conforme disposição do art. 5º, § 5º, da Lei nº. 10.861/2004, o Enade constitui-se componente curricular obrigatório, sendo inscrita no histórico escolar do estudante somente a situação regular com relação a essa obrigação. A situação de irregularidade do estudante junto ao Enade irá ocorrer quando o estudante:

  • Não comparecer ao Exame, e não obter dispensa oficial conforme referência normativa.
  • Não preencher o Questionário do Estudante.
  • Tiver o registro de participação indevida na prova.

Questionário do Estudante:  Destinado a levantar informações que permitam caracterizar o perfil dos estudantes e o contexto de seus processos formativos, relevantes para a compreensão dos resultados dos estudantes no ENADE.

Questionário de Percepção de Prova:  Destinado a levantar informações que permitam aferir a percepção dos estudantes em relação à prova, auxiliando, também, na compreensão dos resultados dos estudantes no ENADE.

Questionário do Coordenador de Curso:  Destinado a levantar informações que permitam caracterizar o perfil do coordenador de curso e o contexto dos processos formativos, auxiliando, também, na compreensão dos resultados dos estudantes no ENADE.

O Ministério da Educação define, anualmente, as áreas propostas pela Comissão de Avaliação da Educação Superior (Conaes), órgão colegiado de coordenação e supervisão do Sinaes. A periodicidade máxima de aplicação do Enade em cada área será trienal.

Formação Geral (FG). Composta de 10 questões, sendo 8 de múltipla escolha e 2 discursivas = 25%.

Componentes Específicos (CE). Composta de 30 questões, sendo 27 de múltipla escolha e 3 discursivas = 75%.

O estudante concluinte habilitado ao Enade 2019, que não realizar a prova, não poderá receber o seu diploma enquanto não regularizar a sua situação junto ao Enade, haja vista não ter concluído o respectivo curso de graduação.

A existência de irregularidade perante o Enade impossibilita a colação de grau do estudante, em decorrência da não conclusão do curso, por ausência de cumprimento de componente curricular obrigatório.

Para conhecer sua nota no Enade, o estudante deve acessar seu Boletim de Desempenho, disponível no Sistema Enade. É possível acessar o Boletim de Desempenho utilizando o mesmo login e senha do cadastro e do Questionário do Estudante. Vale lembrar que o acesso ao resultado individual obtido no Enade é restrito ao concluinte ou ingressante que tenha participado da prova, conforme legislação vigente.

No site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), você encontra todos os dados referentes às avaliações do Sistema Educacional Brasileiro.